Comunicação

Lojistas das praias gaúchas podem aproveitar o Carnaval para impulsionarem suas vendas

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

FCDL-RS destaca que o feriado prolongado é uma oportunidade para comercializar produtos relacionados com a data e com o verão, ajudando a diminuir estoques

 

O feriado prolongado de Carnaval, entre os dias 2 e 5 de março, deve ser um dos últimos períodos de grande movimento do varejo do litoral gaúcho no verão 2019. Por isso os lojistas devem aproveitar a forte presença dos consumidores para incrementar suas vendas.

 

Pensando nisso, a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul – FCDL-RS, aconselha que os lojistas das cidades litorâneas aproveitem os dias de folia para realizar liquidações e promoções, para poder aliviar os estoques da estação.

 

- Com o final da alta temporada nas praias gaúchas, diminui muito o movimento de veranistas nas cidades litorâneas. Em 2019, o carnaval deve ser uma das últimas oportunidades para que os lojistas que estão com muita mercadoria estocada fazerem promoções e liquidações de forma a não terem que passar pelo período de baixa do comércio com os estoques repletos – afirma Vitor Augusto Koch.

 

Na avaliação da FCDL-RS, o consumo nos dias que antecedem o feriado e durante o deve ficar concentrado em restaurantes e bares, supermercados, vestuário com roupas leves, bijuterias, calçados e liquidações em geral, e farmácias, com destaque para os cosméticos.

 

- Algumas estratégias de atuação podem trazer bons resultados para os lojistas das praias gaúchas. Medidas simples podem garantir um bom fluxo de clientes e vendas, entre as quais vender itens com descontos especiais, oferecer vantagens nas formas de pagamento e apostar em produtos que tenham relação com a data como trajes de banho e roupas de verão – ressalta Vitor Augusto Koch.  

 

O presidente da FCDL-RS enfatiza, também, que o Carnaval, por ser a grande festa popular do país, impulsiona muitos setores da economia, especialmente o comércio e serviços, além da indústria do turismo, que devem estar preparados para atender a uma demanda de consumo diversificada. Até por isso, mesmo nas demais cidades gaúchas os lojistas podem buscar o incremento de suas vendas a partir do entusiasmo dos consumidores. 

 

Reforçando a avaliação do dirigente, um estudo realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostra que 62% dos consumidores brasileiros pretendem aproveitar o carnaval de alguma maneira seja para curtir os bloquinhos, seguir os trios elétricos ou apenas descansar durante o feriado prolongado.

 

O levantamento aponta que o gasto médio do consumidor durante todo o período de Carnaval deve ser de R$ 633,97. O consumo de bebidas, como cerveja (49%), água, sucos ou energéticos (46%) e refrigerantes (42%), além de comidas ou lanches fora de casa (49%) e itens para churrasco (40%) serão os produtos mais consumidos no Carnaval deste ano. Os que vão comprar fantasias ou adereços formam 28% da amostra. Considerando os serviços, dentre os mais procurados, destacam-se bares e restaurantes (40%), táxis ou serviços de transporte por aplicativos (37%), ingressos para festas (21%) e hospedagens em hotéis ou pousadas (17%).

 

 

R. Doutor Flores, 240 2°Andar - Centro Histórico | Porto Alegre - RS | CEP 90020-120 | (51) 3213.1777 | fcdl@fcdl-rs.com.br

© 2018 Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do RS. Todos os direitos reservados.

Procurar